Category Archives: poesia sonora

FESTIVAL SILÊNCIO 2016

reah_vista-geral
Vista geral de parte da instalação. Foto de Sandra Guerreiro Dias.

re-ah: a leitura de reinvenção ou a releitura da invenção
instalação poética transmedial por Bruno Ministro e Liliana Vasques
no âmbito do ciclo Ana Hatherly: Anagrama da Escrita
[30 junho a 22 julho @ Galeria da Boavista]

deu caldeirada deu

21232_809746392434081_3503814810403571854_n

no dia mundial da árvore internacional contra a discriminação racial internacional das florestas mundial da poesia estivemos com Mário Lisboa Duarte, Nuno Miguel Neves e Zé Eduardo a fazer uma bela caldeirada de poesia eish!perimental no espaço da Mercearia de Arte e Galeria Ícone. vamos, entretanto, meter uns vídeos no ciberespaço para documentar os variados pEISH!s apresentados. enquanto não, preparámos uma coleçãozinha de postais (com o trabalho de cada caldeireir@) que podem adquirir na candonga por 2 eurinhos (incluindo portes de envio). e se um dia destes passar por vocês um urso numa carrinha branca a oferecer rabuçados…entram?

“kunamis fresquinhos” a.k.a. 2 apontamentos sobre as nossas andanças

no a glimpse of o desafio era mais ou menos isto: fazer algo sobre corpos “happy, and orgasmic, fond of everything erotic, eager to become ecstatic”, sexo, pornografia; usar palavras de partida que estivessem contidas nos textos abaixo.

à Liliana saiu-lhe isto, a partir das palavras que explicavam o desafio: positive pornography. Ela agradece aos softwares Natural Reader e Soundplant. Sem eles nada teria sido possível.

E como há que aproveitar bem quando dão trela à poesia-que-pelo-menos-tenta-experimentar, a manobra de Heimlich deu uma perninha na Revista Laboratorio (Universidade Diego Portales, Chile).