Manobra de Heimlich

Capa2ManobraRedA primeira exposição na Candonga é uma mostra de poesia visual que faz uso de estratégias formais e narrativas da banda desenhada na constituição de um campo poético de significações plurais. Composta por um total de 27 poemas, esta série faz da página uma entidade viva, composta, decomposta e recomposta na agitação dos seus signos verbais e pictóricos.

Fotos de Fabrice e Mariana Figueiredo (@ Braço de Prata)

Título: Manobra de Heimlich
Autora: Liliana Vasques

Datas de exibição:
Fevereiro de 2014 @ Fábrica do Braço de Prata, Lisboa
26 de Junho a 26 de Junho de 2014 @ Galeria LAC, Lagos
(esta expo pretende ser itinerante e, por isso, à medida que se procuram novas casas, está também aberta a sugestões e propostas)

Descrição: 27 poemas visuais + poema-capa (com ilustração do Eduardo da Conceição)

Características materiais:
formato A4, 16 poemas a p/b e 11 poemas a cores

Anúncios