re-ah

re-ah_pormenor_top-image

re-ah: a leitura de reinvenção ou a releitura da invenção é uma instalação poética transmedial que assenta na releitura criativa da obra poética de Ana Hatherly. Nesta constelação poética sob a forma de rede citacional e situacional, o mote é reinventar a releitura através da reescrita, reinventar a reescrita através da releitura

Título: re-ah: a leitura de reinvenção ou a releitura da invenção
Autores: Bruno Ministro e Liliana Vasques

Datas de exibição:
30 junho a 22 julho de 2016 @ Galeria da Boavista, Lisboa
no âmbito do Festival Silêncio, Ciclo “Ana Hatherly: Anagrama da Escrita”

Descrição: instalação poética transmedial composta por 9 trabalhos, estruturados em 4 núcleos (R, E, A, H), fazendo uso de vários suportes e linguagens

O caderno com apresentação da instalação e descrição dos trabalhos pode ser consultado aqui. Estão disponíveis registos fotográficos da exposição no Arquivo Digital da PO.EX.

Anúncios